“BDSM é coisa de doente!”


Mad“BDSM é coisa de doente!” é uma frase que ouvi diversas vezes por pessoas desinformadas sobre o assunto, com uma visão estereotipada da coisa.

Durante minha vivência no meio eu conversei com pessoas do BDSM que eram trabalhadores, desempregados, esquizofrênicas, católicos, evangélicos, espíritas, muçulmanos, agnósticos, ateus, cultas, simples, anti-sociais, paganistas, românticas, depressivas, felizes, simpáticas, egoístas, vegetarianos, onivoros, ricas, pobres, góticos, clubbers, nerds, baladeiros, caseiros, extrovertidos, tímidos, etc…

Agora eu digo: Dentro do BDSM não há pessoas de todos os tipos igual no mundo Baunilha (pessoas que praticam sexo convencional)?

O que faria então de nós ‘Doentes’? Só por que não seguimos um conceito judaico-cristã de sexo? Só por que descobrimos outras maneiras de apimentar o sexo? Só por que nós fazemos experiências e descobertas sensoriais para nos satisfazermos?

Aí está algo para se pensar… Será que nós realmente somos tão Doentes assim?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s