Modelo de Contrato de Escravidão Consentida


Tenho notado ao longo do tempo pessoas procurando em sites de busca modelos de contrato de escravidão.

Há um tempo atrás eu também estava a procura de um modelo para basear o contrato de minha escrava, e descobri que não há um modelo certo. Pois ele varia de acordo com a preferência e a necessidade dos parceiros.

O contrato deve conter todas as disposições, papéis e os limites de cada um na relação BDSM. O contrato não tem valor legal. Serve apenas para deixar registrado as vontades e limites de cada um.

Contrato

Um site onde há diversos contratos em que se pode usar como base é o site do Carcereiro. É lá que eu usei como base meu contrato. Segue abaixo um modelo meu, contendo as principais condições usadas no contrato. Qualquer um destes itens podem ser modificados ou excluídos, de forma que se encaixe nas disposições do casal.

Lembrando, mais uma vez, que deve sempre haver consensualidade entre os dois!

============================================================

Contrato de Escravidão Consentida

Unknow

Eu, <Nome da Escrava>, ciente das regras que regem o BDSM, declaro por livre e espontânea vontade, e por ser expressão da verdade, que a partir de hoje, me torno Escrava e Mulher de <Nome do Dom>.

Local de transferência: Qualquer hora e qualquer lugar do mundo, a partir da data de <Data>.

Prometo, a partir de hoje, cumprir minhas obrigações como Escrava e Mulher e isso inclui:

  • Fazer tudo que meu Dono e Amor mandar. Me submeter a todos os seus desejos e loucuras;
  • Dispor do meu corpo no momento, do jeito e da forma que meu Dono e Amor quiser;
  • Receber seus castigos como prêmios e seu Amor com loucura;
  • Adorar o corpo do meu Dono e Amor todos os dias;
  • Amá-lo como nunca amei ninguém;
  • Ser fiel e sincera em qualquer situação. Não tendo qualquer segredo para com o meu Dono;
  • Permitirei que meu Dono me humilhe, se for sua vontade e desejo.
  • Serei propriedade exclusiva do Dono, estando terminantemente proibida de se submeter ou fazer sexo, ainda que virtual, com outra pessoa;
  • Não terei contato com outros mestres sem pedir autorização ao meu dono.
  • Serei sempre paciente, desprendida, alegre e amorosa evitando displicência, fraqueza e covardia;
  • Estarei sempre em constante atenção para aprender obedecer e executar as ordens de meu Dono,
  • Tratar meu dono da forma mais respeitosa possível sob o tratamento de ‘Mestre’;
  • Usarei a coleira e outros simbolos de posse por todo o momento para demonstrar ser propriedade de meu dono. Não tirando-os em hipótese alguma;
  • Aceitarei ficar amarrada, acorrentada, enjaulada, algemada, usar acessórios, e outros objetos, no momento, e no local em que ele desejar;
  • Nunca discordarei de meu Dono;
  • Jamais terei orgasmo sem a autorização de meu Dono e só me masturbarei quando Ele me ordenar;
  • Se for do desejo de meu Dono, me comportarei como Seu bichinho de estimação, seja qual for o animalzinho que Ele escolha;
  • Usarei sempre letras minúsculas em meu nome, um símbolo de minha inferioridade diante de Meu dono;
  • Não esquecerei jamais, que meu dever principal é o de proporcionar distração e prazer para meu Dono;
  • Manterei permanentemente o meu Mestre informado dos meus pensamentos sexuais;
  • Estarei à disposição do meu Dono 24 horas por dia, 7 dias por semana;
  • Obedecerei todas as ordens em relação a vestimenta e comportamento, sem questionamentos;

Observações

  • A Safeword utilizada nas cenas será: “<Safeword Combinada> Sendo a safeword por gesto combinada antecipadamente de acordo com a situação da cena;
  • Prazo de validade: Indeterminado.

Serei para meu Dono e Amor, Mulher e Escrava, Prazer e Servidão, Felicidade e Devoção.

Farei de cada chicotada recebida, cada dor sentida a prova do meu amor e adoração. Verei nas algemas do meu pulso nossa aliança de amor eterno. Irei conceber cada Castigo como uma dádiva que representa a certeza de que o caminho escolhido é o melhor para mim e para o meu Dono e Amor.

Provarei que Êxtase e Entrega andam juntos, Amor e Servidão se completam, Dor e Prazer se alimentam.

Finalmente, farei da nossa relação o encontro entre dois desejos que nunca termina, entre dois corpos que nunca se separam, entre dois seres que viram um só: Dono e Escrava, Homem e Mulher…Enfim, Amor, Dor e Prazer.

Assim Eu Quero, assim Declaro e assim Cumprirei… pela felicidade e prazer do meu Dono e Amor…

“O ser humano tem o direito de amar como quiser: tomai vossa fartura e vontade do amor como quiserdes, quando, onde e com quem quiserdes.”
Livro da Lei – Alester Crowley

Os signatários deste Contrato concordam que neste caso, exigir-se-á o Direito de Posse, sob as formas e condições a seguir descritas. Segundo o Código Penal Brasileiro, a satisfação da libido, reclama, como condição precípua, a faculdade de livre escolha ou livre consentimento nas relações sexuais. É a liberdade de disposição do próprio corpo no tocante aos fins sexuais. De modo que, o exercício consentido das relações SM não constituem crime previsto em lei. Há que existir uma vontade decidida e contrária, uma oposição que só a violência física ou moral consiga vencer. Sem duas vontades embatendo-se em conflito, não há crime.

Declaro que tive tempo suficiente para refletir e ter ciência das conseqüências das determinações acima.

O seguinte contrato é verdadeiro e dou fé.
Em São Paulo, Aos XX Dias do mês de XXXXXX do Sétimo Ano do Terceiro Milênio.

________________________ _______________________

<Nome do Dom> – Mestre <Nome da Escrava> – Escrava

10 comentários sobre “Modelo de Contrato de Escravidão Consentida

  1. Pingback: Registro de Contrato de Escravidão. « GasMask
  2. Estou iniciando no BDSM, apesar que sempre tive uma certa recaída para SadoMasoquismo, mas não sabia exatamente o que era.
    Muito top este blog, vou recomendar para minhas amigas!
    E AMEIIIIIIIIII este contrato 😛

  3. Linkei no meu blog esta sua postagem!
    Ahhhh… A Sara Kelly ali em cima era eu antes de ser Domme Keka 😛

  4. Pingback: Seu Prazer » » Website de Registro dos Contratos de Escravidão Consentida.
  5. Pingback: GasMask - BDSM
  6. Não o contrato não tem validade legal.

    “O registro não possui valor legal, e nem possui alguma obrigatoriedade. Mas muitos preferem deixar a sua posse de conhecimento público.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s