Estereótipos e Intolerância


Recentemente me enviaram no e-mail um artigo de um jornal inglês “Daily Mail” onde um casal de góticos foi impedido de entrar num ônibus por um motorista que estava fora de sua jornada de trabalho, e alegava que “cachorros e freaks como vocês não são permitidos no ônibus”.

Os casal, noivos, vive de benefícios em um programa do governo. A garota, diz amar seu “estilo de vida”, de ser tratada como animalzinho de estimação. O casal agora está processando a empresa de ônibus.

Depois de ler o artigo eu passei a ler os comentários. Apesar de muita gente concordar com o casal, muitos apoiaram a decisão do motorista e alegaram que o casal eram um bando de vagabundos, por viver de benefícios do governo. Muitos criticaram o estilo gótico, que a garota não tinha amor próprio, que o rapaz não respeitava a garota, etc…

Sinceramente os comentários me deixaram mais irritado do que o evento em si. Tentei postar um comentário sobre tudo isso, mas incrivelmente a página estava com erro. Postarei aqui minha posição e a minha réplica a essas pessoas.

Bem, first things first.

Andar de coleira e ser tratada como animalzinho de estimação, até onde eu sei, não é coisa da filosofia gótica. Isso é BDSM, mais precisamente Dogplay. Se as pessoas não sabem do que se trata, não deviam nem ousar a julgar.

Se eles vivem de benefícios, isso não é relevante para a discussão do artigo. Não sabemos o motivo disso, portanto não devemos opinar. Inúmeras pessoas deram o crédito para o motorista pq eles eram góticos e tinham benefícios. Eu aposto que se o artigo fosse sobre um casal com problemas físicos, todo mundo iria dizer “Demitam o motorista! Pobre casal injustiçado.”

Quanto ao motorista. Ele como profissional deveria saber que deve colocar suas opiniões pessoais fora do ambiente de trabalho. “Ah, mas ele estava fora da jornada de trabalho quando falou aquilo” Certo, então mais do que nunca ele não deveria ter impedido o casal de entrar, pois então ele era nada mais que um usuário, como o casal.

É… Pelo visto ainda estamos longe de um mundo decente… São pessoas assim que começam as guerras…

2 comentários sobre “Estereótipos e Intolerância

  1. Bom,eu estou totalmente chocada com esta história pq qualquer insano sabe mt bm que o casal não foi discriminado por el ter o direito e deixar ser tratada como um animalzinho de estimação,e sim pq o casal é gótico,e me deixa totalmente e altamente + chocada ainda que isto aconteceu na Inglaterra do movimento punk,a Iglaterra de Lord Byron,é simplesmente traumatizante saber que brasileiros gostaria de lembrar que estamos em um país que existem pessoas de tds as nacionalidades,credos e etc… concordar com esta ignorante decisão,e gostaria de lembrar ainda que as mesmas ignorantes e “desastres da natureza” que concordaram com esta atitude totalmente preconceituosa são as mesmas que concordam com atitudes como a empregada doméstica que foi brutalmente agredida pq foi confundida com uma “garota de programa”,com o índio que foi queimado pq foi confundido com “apenas um mendigo”,que pensam que gays é coisa do demônio,e tantas outras atitudes preconceituosas,gostaria q lembrassem q Hitler começou assim odiando apenas judeus,apenas negros,apenas ciganos e assim por diante,ele criou um estereótipo na qual qm n se encaixava simplesmente era morto,assim como este casal por ser gótico foi barrado por este infeliz e ignorante motorista de ônibus,me digam seu dedo indicador é igual ao indicador dos pés?o meu pelo menos ñ… por isso eu gostara q pensassem melhor antes d tomar estas atitudes absurdamente preconceituosas afinal,Hitler não matava sozinho ele tinha uma legião de outros preconceituosos assim como este motorista,engraçado td mt olha o Hitler e diz”ele era louco!” e tantas outras coisas + qd tomamos atitudes preconceituosas estamos sendo simplesmente como ele gostaria q se lembrassem bem disto e comoeçar a mudar seus malditos e preconceituosos conceitos uma pessoa ñ é boa ou má por ser gótica,pagodeira,negro,pobre ou branco e sim pelo que ela realmente é conheça bm as pessoas antes d fzr seus ridículos conceitos qm conhece a sub-cultura gótica n sai por aí dzd asneiras e outra o q tm d errado uma pessoa fzr o q ela qr qm eles estavam prejudicando acho q ngm ñ pera aí desculpe me lembrei os seus estereótipos ridículos… + tenho certeza q c vc conversar p/ um gótico sobre a sub-cultura EDUCADAMENTE eles te explicaram p/ vc agora n sei c vc perguntar p/ uam patricinha por exemplo pq ela gosta de ir ao shopping ela te responderá da msm forma ou simplesmente te julgará pela sua cor,etnia,classe social e etc pense bm antes d dzr asneiras eu pelo q conheço da cena a coleira n tm nd a ver com a sub-cultura ela usa a coleira foi um gosto pessoal pq a cena é totalmente sensível e a atide dela ah isto é problema dela eu n tenho nd haver c/ isto n me prejudica em nd gostaria q pensassem bm em td q eu disse foi pouco diante da atitude totalmente ignorante do motorista e d tds q acharam a atitude do motorista “maravilhosa” foi assim que começou Hitler e é assim q ele está começando…

  2. as vezes achamos que nao temos preconceito mas quando lemos uma materia como esta e fazemos uma reflexao e vemos que somos preconceituosos sim. essa materia vai me ajudar muito a ver as cois diferente, respeitar e aceitar as pessoas como elas sao, e nao fazer julgamentos precipitados, saber que as pessoas nao tem que ser como nos queremos que ela seja e, se nao aceitar suas escolhas temos que respeitar pois a maneira de cada pessoas viver pertense a cada uma delas e nao a nos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s