GOR: Relacionamento e Negociação


GOR e BDSM apesar das semelhanças são duas culturas totalmente diferentes. Eu não sou Goreano, por isso pedi ajuda a uma amiga minha, Yar Anjo e também de “Master Christian”, que são praticantes, para me ajudar a explicar o que é GOR.

Por isso neste artigo vou transcrever uma apostila que Master Christian criou sobre a filosofia GOR. Por ser extenso, dividirei cada capítulo em um novo artigo, para melhor organização. Peço licença para o Master Christian para disponibilizar a sua apostila para download neste site.

RELACIONAMENTO GOREANO

A relação goreana é necessariamente 24×7, mas é o 24×7 real e não as fantasias que se fazem sobre ele. Neste sentido a dominação do Master se estende sobre toda a vida da sub, e por isso é extremamente importante que a sub escolha bem seu Dono, alguém sério, responsável e estável.
Um bom Dono não irá levar a sub a abandonar as coisas importantes em sua vida, ao contrário, irá estimula-la a investir no que é realmente importante para o crescimento dela.

Em Gor não existe contrato (exeto o da “ self contract limited slave” descrita entre os tipos de kajiras), as obrigações da kajira estão muito bem definidos assim como os deveres do Master.
Não há limites, mas há a o dever do Master de cuidar da sua kajira como bem, mas como bem precioso. Desta forma no estilo de vida Goreano os contratos e limites são substituídos por sabedoria, bom senso e responsabilidade.
Dado isso cabe ao Master conhecer cada kajira individualmente e lidar com seus anseios e medos individualmente, assim, cada kajira terá limiares diferentes sim, não por imposição mas por cuidado.

Vamos começar por entender o conceito de safeword. Para que é necessária a safeword? Ela é extremamente necessária em duas situações:
1a) Em plays públicas onde escravas podem se oferecer para sessões eventuais, em que o Dominador ou o sádico não conhece em profundidade a sub ou a masoquista.
2a) Em sessões que envolvem o fetiche da não consensualidade, por exemplo o fantasy rape (fantazia de estupro) onde o jogo envolve que a submissa diga para parar e não deve ser ouvida.
As relações Goreanas não envolvem nenhuma das duas situações e por isso não há a palavra de segurança e se espera que a sub diga ao seu Dono tudo o que sente e que o Dono tenha o discernimento de não leva-la a situações de risco real.
Por outro lado, um Goreano, como qualquer outro ser humano, pode ser SM, gostar de fantasy rape, ou de jogar golfe, isso não faz dele menos goreano da mesma forma que gostar de surf não faz de um corintinano menos corintiano. Neste sentido quando um goreano pratica o BDSM clássico tem de respeitar as normas do SSC como todo bom BDSMista.
A minha posição pessoal é a seguinte. Eu, pessoalmente, não tenho fantasias com a não consensualidade. Quando em plays públicas eu adoto a safeword oficial do local. Em sessões BDSM privadas as minhas kajiras estão orientadas a me dizerem o que estão sentindo de forma que se sentirem necessidade de parar poderão me dizer em português mesmo sem a necessidade de um código especial para isso.

A meu ver a satisfação de um Dominador goreano são, a mulher em todas as sua dimensões, o poder, o cuidar e o próprio sexo. Eu não estou certo de ter entendido a sua pergunta, se você poder explica-la melhor terei prazer em detalhar.

A filosofia goreana tem algo a dizer tanto sobre a natureza da escrava e sua relação com seu Dono como sobre a natureza do Dono e sua relação com sua escrava.
Assim, segundo a filosofia Goreana a entrega da escrava deve ser irrestrita e a sua natureza a de buscar sempre o bem estar, prazer e conforto de seu Dono em primeiro lugar. Neste sentido o Master Goreano é, sim, soberano em atos e decisões.
Entretanto a mesma filosofia impõe aos Dominadores serem homens transparentes, verdadeiros e preocupados com o bem estar de suas escravas, não cabe a um goreano ser arbitrário ou irresponsável no tratamento com suas kajiras. Isso é uma obrigação dele com sua filosofia, com sua decisão de ser goreano, consigo mesmo antes de se-lo com qualquer outro. É por esse tipo de obrigações impostas pela filosofia goreana que se costuma dizer que Gor não é para todos, pois envolve compromissos bastante exigentes tanto de Masters como das kajiras.

No período de negociação goreano o que se faz é o possível Dono se apresentar a candidata, buscar mostrar como é, quais a suas exigências e qual o seu nível de comprometimento com a filosofia, esta é uma faze de conhecimento mútuo que irá permitir a cada um decidir se deseja tentar uma relação dessa natureza.
Nesta faze se devem avaliar entre outras coisas: se as visões de ética, de transparência e o comportamento de cada um é compatível com o que o outro busca, se existe a química sexual necessária, se existe de ambas as partes disponibilidade de tempo, deslocamento e de dedicação, etc… Esta faze é, a meu ver, crucial para a submissa e ela deve se perguntar algumas coisas:
-Eu creio que este Master é realmente sério e responsável para eu me entregar para ele.
-Eu confio no bom senso e na capacidade de julgamento deste Master.
-Este Master é bem quisto entre outros Gorenos? Ou se esconde e tem medo de ser visto, conhecido, etc…
-Este Master é transparente e honesto com os que o cercam como amigos e família?
-Existe atração sexual visto que a kajira irá necessariamente servir seu Dono sexualmente?
-Este Master é técnico e responsável quando de trata de atividades BDSM?
-Os interesses deste Master são compatíveis com os meus ou eu vou ficar entediada até a morte cada vez que ele começar a falar?
-Temos, eu e este Master, discordâncias de natureza ideológica que inviabilizem a convivência?
É preciso ter em mente que se espera tanto de Masters como de kajiras que sejam pessoas inteligentes e capazes de avaliar a segurança e adequação de entrar em uma relação tão séria como esta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s