Pyro Girl


Agora, vamos juntar os outros dois ultimos artigos sobre cosplay e games no fetiche, temos um caso muito interessante (que acima de tudo me interessa) do Pyro Girl.

Para aqueles que não conhecem Pyro é um personagem do Team Fortress 2. Pyro é o nome curto para Pyromaniac (Piromaníaco). Neste jogo há uma polêmica sobre a sexualidade do personagem por ele estar todo coberto. Até no início do lançamento do jogo muitos juravam que era homem. No entanto depois de lançado foi visto que em todo inicio de fase há um armário com as roupas relacionadas aos personagens, só que com um detalhe é que no dele tem uma bolsa!

Tanto a produtora quanto os jogadores / fãs levantaram essa polêmica, e claro, os fetichistas de plantão aproveitaram e levantaram a bandeira defendendo que Pyro é mulher! E muitos, não só fetichistas, não só pelo fato de usar máscara ou usar uma roupa de borracha, mas aproveitaram a ocasião para fantasiar sobre o personagem.

Segue abaixo algumas fotos de cosplay do personagem. Agora, me falem se não tem fetichista metido ai no meio??? 😀


Games: Instigando o Fetiche?



Aproveitando o assunto sobre cosplay x fetiche… Outro coisa que instiga bastante o fetiche com certeza são os games, não acham?? E claro, isso também cai no dilema de Tostines: Os games instigam ao fetiche? Ou os fetichistas instigam os games?

Creio eu que um dos primeiros a explorar isso foi Tomb Raider, com a memorável Lara Croft com seu top de latex / spandex e suas aparições com roupa de mergulho… 😀 Hoje, os personagens femininos dos games sempre tem algum pontinho de fetiche em algum lugar. Yay for us!

E vocês? O que acham?

FYI, veja no final do post videos dos personagens do novo Mortal Kombat!

Cosplay: Fetiche Disfarçado?


Qual melhor ocasião para liberar seu fetiche do que um evento de anime / HQ do que um Cosplay? Confesso que já fui uma vez com meio intuito de “liberar” o fetiche sem que os baunilhas percebessem, e até quem sabe, sinalizar aos fetichistas em um evento de anime. (Adivinha quem era o unico do evento com uma máscara de gás de verdade??? 😀 )

Claro, os próprios animes / mangás /HQs instigam bastante com o visual fetichista. Será que os animes / HQs acabam influenciando nas fantasias das pessoas? Ou as pessoas que acabam influenciando os autores de HQs / mangás? Ou seriam ambos? Tire suas conclusões vendo algumas imagens abaixo…

Será então que o fetiche é mais comum do que imaginamos???

E vocês? Já aproveitaram um oportunidade num evento desses com intuito fetichista???

Propagandas…


Hoje, somos cercados por propagandas eróticas, explicitas e provocantes. Dizem que isto é uma das grandes caracteristicas da geração Y, (pessoas que nasceram entre 1970 até o ano 2000). Vemos muitos de nossos avós ou pessoas mais experientes comentarem que hoje as coisas estão uma vergonha, “tudo a mostra”.

Mas, vamos parar por um momento e ver algumas propagandas da geração silenciosa (1925-1945).

Pois é… O tempo mais simples e ingênuo onde o machismo reinava na primeira metade do século XX… Spanking era algo aceitado e tolerado na época, só que de uma forma não concensual. Será? As mulheres não eram educadas para servir os homens nessa época? Segundo a propaganda elas deveriam estar felizes por isso e aceitarem de boa. Não estou dizendo que é certo e ou errado. Só estou divagando sobre isso… Não sei… Só sei que devem ter surgido muitos fetichistas e praticantes BDSM nesta época e nas seguintes estimulados por estas propagandas e cultura…

Agora, olhe novamente as duas primeiras propagandas do post.

Curiosidade:

Classificação das gerações:

  • Geração Perdida (1914-1918)
  • A Grande Geração (1901 -1924)
  • Geração Silenciosa (1925-1945)
  • Geração Baby Boom (1946-1964)
  • Geração X (1960-1980)
  • Geração Y (1970-2000)
  • Geração Z (1990-hoje)